Hospício - Loucos



comilhas 
 

No hopital de malucos, todos os dias os vigilantes da portaria ouvia vários gritos, "tô podre, tô podre" e quando iam verificar, estava maior silêncio.


Passaram-se um, dois, três dias, e eles ouviam a mesma coisa, "tô podre, tô podre".


No quarto dia, eles foram no maior silêncio (vigilantes) e encontraram uma maluco enfiando o dedo no anus e cheirando e gritando, "tô podre, tô podre".

 
 comilhas










Google+ | Facebook | politica de privacidade |
© 2001-2015 sergeicartoons.com