Coisas do futebol - Outras



comilhas  
 

"Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu..."

Claudiomiro, ex-meia do Internacional/ RS, ao chegar a Belém do Pará.


"Nem que eu tivesse dois pulmões, eu alcançava essa bola." Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo.


"A partir de agora, meu coração tem uma cor só: rubro-negro." Fabião, zagueiro baiano, ao chegar para jogar no Flamengo.


"No México é que é bom. Lá a gente recebe semanalmente, de quinze em quinze dias." Ferreira, ex-ponta-esquerda do Santos.


"Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe."

Jardel, ex-atacante do Vasco, do Grêmio e da Seleção Brasileira.


"Clássico é clássico, e vice-versa..."

Jardel, ex-atacante do Vasco, do Grêmio e da Seleção Brasileira.


"O meu clube estava à beira do precipício, mas tomou a decisão correta: deu um passo à frente."

João Pinto, jogador do Benfica, de Portugal.


"A moto eu vou vender e o rádio eu vou dar para minha tia." Josimar, ex-lateral direita do Botafogo, ao responder a um repórter sobre o que iria fazer com o "Motoradio" que recebera como prêmio de melhor jogador de uma partida.


"Jogador tem que ser completo como o PATO, que é um bicho aquático e gramático."

Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians.


"O difícil, como vocês sabem, não é fácil."

Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians.


"Eu disconcordo com o que você disse."

Vladimir, ex-meia do Corinthians, em uma entrevista à Radio Record.

 
  comilhas









Google+ | Facebook | politica de privacidade |
© 2001-2015 sergeicartoons.com