O tato - Outras



comilhas  
 

O TATO

O tato chegou na loja e foi dizendo:

-Tom tia

-Bom dia, respondeu o balconista. O que o senhor deseja?

-Eu tero titim teto (cetim preto)

O balconista nada entendeu e chamou seu colega de balcão.

-João, venha aqui por favor!

-O que é?

-Atenda este freguês, eu não consigo entendêlo!

João: Bom dia freguês!

- Tom tia te novo!

-O que o senhor deseja?

-Eu zá disse, eu tero titim teto.

João passou a mão na cabeça e disse: eu também não consigo entender o que ele quer e logo chamou o dono da loja:

-Seu Pedro! por favor venha aqui imediatamente!

-O que vocês querem?

-Atenda este freguês, nós não conseguimos entedêlo!

-Vocês são uns incompetentes, e logo cumprimentou o tato:

-Bom dia freguês!

-Tom tia de novo!?

-O que o senhor deseja?

-Eu zá disse, eu tero titim teto!

O dono da loja ficou encafifado, chamou os empregados e disse: vocês têm razão, ninguém entende o que ele quer.

Porém lembraram que na loja também trabalhava um tato que era faxineiro e logo chamaram o Manuel ao balcão.

- Manuel? vem cá depressa!

- O ti é?

-Atenda este freguês!

-Eu? eu sou facineilo e não balconista!

-O tato da loja, tom tia!

-O freguês, tom tia

-O tato da joja, O te é te ocê té?

-Eu zá disse, eu tero titim teto

-teraí, eu vou toturar!

E o tato da loja procurou no balcão, nas prateleiras e nada encontrou, voltou-se para o tato freguês e disse:

-Tem não meu amico, tá tatando (tá faltando)

-Respondeu o tato freguês

-Bicado, até loco!

Aí todo mundo correu para Manuel o tato da loja e perguntaram , o que ele queria Mané?

- Titim teto (cetim preto)

Ficou tudo na mesma.

Otacílio

,

 
  comilhas







Relacionados



Google+ | Facebook | frases | sonhos DMCA.com Protection Status política de privacidade |
© 2001-2015 sergeicartoons.com